quinta-feira, 12 de setembro de 2013

CONHECEMOS REALMENTE NOSSO DEUS?

E eles voltaram de espiar a terra, ao fim de quarenta dias.
E caminharam, e vieram a Moisés e a Arão, e a toda a congregação dos filhos de Israel no deserto de Parã, em Cades; e deram-lhes notícias, a eles, e a toda a congregação, e mostraram-lhes o fruto da terra.
E contaram-lhe, e disseram: Fomos à terra a que nos enviaste; e verdadeiramente mana leite e mel, e este é o seu fruto.
O povo, porém, que habita nessa terra é poderoso, e as cidades fortificadas e mui grandes; e também ali vimos os filhos de Anaque.
Os amalequitas habitam na terra do sul; e os heteus, e os jebuseus, e os amorreus habitam na montanha; e os cananeus habitam junto do mar, e pela margem do Jordão.
Então Calebe fez calar o povo perante Moisés, e disse: Certamente subiremos e a possuiremos em herança; porque seguramente prevaleceremos contra ela.
Porém, os homens que com ele subiram disseram: Não poderemos subir contra aquele povo, porque é mais forte do que nós.
E infamaram a terra que tinham espiado, dizendo aos filhos de Israel: A terra, pela qual passamos a espiá-la, é terra que consome os seus moradores; e todo o povo que vimos nela são homens de grande estatura.
Também vimos ali gigantes, filhos de Anaque, descendentes dos gigantes; e éramos aos nossos olhos como gafanhotos, e assim também éramos aos seus olhos
. Números – Capítulo 13 versos de 25 a 33

O povo de Deus quando saiu da escravidão do Egito, foi levado para o deserto a caminho de uma terra que Deus havia preparado para eles e que lá teriam tudo o que precisavam para construir suas cidades e ali permanecer até a vinda do Salvador. Mas através da desobediência eles permaneceram 40 anos no deserto até chegar próximo a Canaã. Moisés destacou doze espias para ir até Canaã e verificar como era a terra.

Após o retorno dos espias, relataram a Moisés o que haviam achado e que realmente a terra era boa, mas era habitada por gigantes e que eles eram como gafanhotos e muito fortes, causando no povo um grande desânimo, pois passaram a temer o que havia de encontrar pela frente.

Josué e Calebe não se deram por vencidos e começaram a falar ao povo que se Deus os levara até ali é porque Deus tinha o melhor para lhes.

A nossa vida é semelhante a estes espias, pois como filhos de Deus temos tudo para vencer os gigantes que se apresentam para nós, só que ao invés de crermos no Deus que servimos começamos a lamentar que não iremos conseguir vencer e o desanimo toma conta de nós e muitas vezes o que iria ser bom deixamos escapar das nossas mãos.

Quando Davi lutou com o gigante Golias, ele tinha certeza que iria vencer, pois conhecia o seu Deus e como já havia vencido um urso e um leão sabia que mesmo pequeno diante daquele gigante ele tinha um Deus que não o abandonaria jamais, pois ele era fiel  e Ele lhe daria a vitória.

Então foi revelado o mistério a Daniel numa visão de noite; então Daniel louvou o Deus do céu.
Falou Daniel, dizendo: Seja bendito o nome de Deus de eternidade a eternidade, porque dele são a sabedoria e a força;
E ele muda os tempos e as estações; ele remove os reis e estabelece os reis; ele dá sabedoria aos sábios e conhecimento aos entendidos.
Daniel – Capítulo  2 versos de 19 a 21

Quantos ursos e leões conseguimos vencer, mas quando um gigante se apresenta diante de nós achamos que o mundo vai acabar que não conseguiremos vencer. Todos temos que lutar como Josué, Calebe, Davi e muitos outros e vencer as muralhas de Jericó que se apresentarem a nossa frente, pois nós somos vencedores. Como diz o escritor Augusto Cury, nós somos os maiores vencedores, pois fomos o espermatozóide mais veloz e o que conseguiu chegar à frente e fecundar o óvulo, pois muitos ficaram pelo caminho.

No Capítulo 14 do livro de Números, o povo começa a prantear e a murmurar contra Deus, dizendo que era melhor terem ficado no cativeiro, no Egito do que serem levados para aquele lugar. Quantos de nós muitas vezes não achamos que seria melhor morrer do que ter que caminhar mais um pouco e lutar contra os gigantes que se apresentam para nós, esquecendo que se aqui estamos foi porque Deus quis que aqui estivéssemos para lutar e vencer, pois só de sermos filhos de Deus já somos vencedores e mais ainda, quando o desânimo vier temos de lembrar o sacrifício de Jesus a nosso favor, pois Ele veio até nós como homem, venceu as barreiras que foram colocadas a sua frente e no final, mesmo sendo crucificado, saiu vencedor e as portas do céu foram abertas novamente para nós e ainda disse que voltaria para nos buscar.

Que homem é este que mesmo sendo hostilizado, esbofeteado pregado em uma cruz ao lado de dois ladrões, ainda deu o perdão a um deles e pediu ao Pai que nos perdoasse porque não sabíamos o que estávamos fazendo.

Concluído o estudo, verificamos que todos nós independente de cor, raça, religião temos problemas e muitas vezes eles se agigantam porque nós os tornamos gigantes, pois para Davi, Golias era um homem como todo homem, só um pouco mais alto, mas tinha as mesmas fraquezas que ele e que não servia ao Deus que Davi servia, mas servia a outros deuses que já são vencidos e condenados ao fogo eterno. E nós será que conhecemos verdadeiramente o Deus a que servimos? Se sim, então vamos à luta porque com o nosso Deus verdadeiro, tudo conspira a nosso favor, pois somos mais do que vencedores.

Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações;
Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência.
Tiago – Capítulo 1 versos 2 e 3


Transcrições Bíblicas - Almeida Corrigida e Revisada Fiel - Bíblia Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MOMENTOS DE ANGUSTIA

Então chegou Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani, e disse a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto vou além orar. E, lev...