terça-feira, 31 de janeiro de 2017

O HOMEM E SUAS FRAQUEZAS

Temos o habito de criticar as pessoas falando e olhando e uma crítica dói até na alma e pode até destruir uma pessoa. Geralmente nos temos o hábito de criticar, seja falando ou olhando para uma pessoa e isto é um defeito muito grave que carregamos em nossa existência. Estes defeitos nos herdamos com a queda do homem no paraíso e tenha certeza que é inerente a todos os seres humanos, mas além do defeito da crítica temos um defeito muito maior que é o pecado.

O pecado é a raiz do mal de todo sofrimento que vivemos hoje na terra. Jesus passou por aqui há dois mil anos e deixou para nós um legado muito grande que foi o perdão dos nossos pecados, mas isto somente acontece quando realmente aceitamos que Ele morreu por nós e seu sangue derramado lá na cruz lavou os nossos pecados e se não entronizarmos isto em nosso ser não teremos o verdadeiro perdão dos pecados e consequentemente a salvação e a vida eterna.

Um dos males maiores da humanidade hoje é o falar, pois com o avanço tecnológico nossas emoções são divulgadas muito rapidamente e por todo o mundo e isto tem destruído a vida emocional do ser humano. Vemos isto quando são divulgadas notícias a respeito de alguém que errou em sua caminhada pela terra e num piscar de olhos o mundo todo já está sabendo. Jesus disse que o que nos contamina é o que sai da nossa boca e não o que entra e isto é tudo, pois muitas vezes uma palavra pode construir como destruir uma pessoa, ou até mesmo o mundo.

O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem. Mateus – Capítulo 15 verso 11

Muitas vezes nossa boca é usada pelas forças do mal para difamar alguém e com isto deixamos transparecer realmente quem somos e o quanto atrasado espiritualmente nos encontramos. Temos que ter em mente que quando proferimos alguma coisa sobre uma pessoa não terá volta, ou seja, não terá como remover o que falamos e isto fica para sempre impregnado na vida daquela pessoa. A nossa mente quando capta algo pode até ser esquecido por um tempo, mas quando deixamos nosso emocional cair esses pensamentos vem à tona e nos atormenta, muitas vezes chegando até a levar a pessoa a depressão. Temos que ter em mente que satanás usa isto para nos atormentar e fazer com que alimentemos em nossos corações raiva magoa e com isto ai estão as causas de muitas doenças do ser humano.

Veja quando você fala há uma criança alguma coisa que mexe com a vida dela, isto fica gravado para sempre mesmo que ela queira se desvencilhar disto não tem como remover, então é preferível abençoar alguém a falar de alguém, pois as consequências são graves e sem volta.

Soltas a tua boca para o mal, e a tua língua compõe o engano.
Assentas-te a falar contra teu irmão; falas mal contra o filho de tua mãe.
Salmos 50 versos 19,20

Lanço este texto a seguir para que possamos refletir sobre o que estou estudando no momento, para que possamos pensar bem antes de falar de alguém seja bem ou mal não falemos oremos por todos, pois foi o que Jesus fez não atirou pedras em ninguém apenas disse “aquele que não tiver pecado que atire a primeira pedra” – João capítulo 8 verso 7


Conta-se que certo irmão sofreu tamanha calúnia que o prostrou mortalmente ferido. O caluniador havia feito um grande estrago em sua vida.

Constrangido por outros a ir ao homem de Deus que estava à beira da morte e pedir perdão pelos seus atos, o caluniador foi até lá com um tremendo peso na consciência.

Ao chegar à presença daquele homem, rogou-lhe desculpas e perdão e ouviu a seguinte resposta: “Eu o perdôo de todas as suas palavras contra mim, mas, há duas coisas que desejo que você faça. Será que poderá realizá-las?” 

Amargurado, o caluniador respondeu: “Farei o possível para cumprir seus últimos desejos”.

Então o moribundo homem fez um maior esforço e solicitou: “Pegue este travesseiro que está embaixo da minha cabeça, vá até aquele monte em frente ä minha casa e solte todas as plumas ao vento; espalhe bem e por toda a parte, depois, traga-me o saco vazio”

Mais que depressa o caluniador dispôs-se a cumprir o pedido. Não foi difícil soltar aquelas penas de travesseiro ao vento, pelo que, logo ele estava de volta. 

Ao receber o saco de pano de volta, o moribundo fez então o segundo pedido: “Muito bem. Agora, pegue este saco vazio, volte lá onde você espalhou as plumas e apanhe uma por uma, pena por pena, encha este travesseiro de novo e me traga de volta!”

Com um terrível sentimento, o difamador replicou: “Mas isto é impossível! Eu não poderei juntar todas as penas. O ventou espalhou por muitos lugares...” 

E então o irmão proferiu suas últimas palavras:

“Eu te perdôo de todas as suas palavras contra mim, mas você jamais poderá consertar o estrago que fez à minha vida e à minha imagem diante de todos”.




Transcrições Bíblicas – Almeida Corrigida e Revisada Fiel – Bíblia Online

MOMENTOS DE ANGUSTIA E AFASTAMENTO DE DEUS

E, entrando ele no barco, seus discípulos o seguiram; E eis que no mar se levantou uma tempestade, tão grande que o barco era coberto pe...