quinta-feira, 7 de outubro de 2010

TUDO POSSO FAZER?

  1 Coríntios – Cap 10 – Ver 23 a 33

        23- Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam.
    24- Ninguém busque o proveito próprio; antes cada um o que é de outrem.
   25- Comei de tudo quanto se vende no açougue, sem perguntar nada, por causa da consciência.
   26- Porque a terra é do Senhor e toda a sua plenitude.
       27- E, se algum dos infiéis vos convidar, e quiserdes ir, comei de tudo o que se puser diante de vós, sem nada perguntar, por causa da consciência.
       28- Mas, se alguém vos disser: Isto foi sacrificado aos ídolos, não comais, por causa daquele que vos advertiu e por causa da consciência; porque a terra é do Senhor, e toda a sua plenitude.
29- Digo, porém, a consciência, não a tua, mas a do outro. Pois por que há de a minha liberdade ser julgada pela consciência de outrem?
30- E, se eu com graça participo, por que sou blasfemado naquilo por que dou graças?
31- Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.
32- Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus.
33- Como também eu em tudo agrado a todos, não buscando o meu próprio proveito, mas o de muitos, para que assim se possam salvar.
  
O Apóstolo Paulo em suas pregações deixou várias cartas e na Carta ao povo de coríntios ele deixa bem claro que nós estamos na terra para viver na terra e nas coisas que ela nos oferece, mas que devemos saber distinguir muito bem o certo do errado e saber separar o joio do trigo.

Ele deixa ainda mais claro que muitas coisas nos seriam oferecidas e que deveríamos aceitar, mas que quando nossa consciência nos dissesse que não deveríamos aceitar ai sim deveríamos nos abster.

Por isso que ele disse “todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm”. Em tudo na terra devo participar, mas tenho que ter sabedoria para saber usufruir de coisas que edificam meu espírito, pois muitas coisas materiais de nada têm valor para o meu crescimento espiritual.

O ser humano hoje caminha numa cegueira espiritual tão grande que é capaz de tirar a vida de outro ser humano por nada. Nós fomos criados por Deus para adorá-lo e após a nossa criação Ele nos colocou na terra para usufruir de tudo que ela nos oferece, só que cada um chegou e tomou posse de um pedaço e acha que tudo é dele e que os outros é que se dane. Não é por ai, quando aqui chegamos ninguém disse que cada um teria um pedaço, mas a ganância do homem é tão grande que ele apossou-se de tudo e acha que ele é o dono da terra. Na verdade somos apenas passageiros em aprendizado e o dono é Deus o criador de tudo.

No Salmo 24, verso 1, Davi nos lembra que “Ao Senhor pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam”.  Já no Salmo 50 verso  12 Asafe diz “ Se eu tivesse fome, não to diria, pois o mundo é meu e quanto nele se contém”.

Estas duas transcrições nos remetem novamente a máxima que a terra não é nossa, somos apenas participantes de uma jornada empreendida a nós por Deus para que juntos possamos crescer e um dia estar ao lado DEle. Quantos entendem isto hoje?

A minoria, pois se entendessem o mundo seria bem melhor para se viver, não haveria tanta desigualdade. Por outro lado também, Deus permite que isto aconteça para que a sua glória se manifeste nos corações dos homens.

Uma coisa tenho certeza que em nossas orações devemos pedir a Deus é sabedoria para que possamos entender os seus mistérios que são muitos. Quanto mais busco na Palavra de Deus, mais me convenço que necessito de muita sabedoria para entender o que Ele quer falar comigo. Agradeço sempre a Ele por me ajudar a escrever sobre sua palavra e me inspirar para que eu possa estar sempre escrevendo e cada vez escrever mais e mais, OBRIGADO SENHOR. 

O HOMEM E O PECADO

E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.  Gênesis – Capítulo 1 verso 27 Como também nos el...