quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

POR QUE PAGAMOS O PREÇO?




Todos nós ao longo da nossa vida temos algumas cruzes para carregar. Jesus nosso Salvador carregou uma por nós sem nada haver que pagar e através de todo aquele martírio fomos liberto do pecado que herdamos através da desobediência e omissão de Adão e Eva.

Mas muitas cruzes que carregamos hoje nós mesmos é que construímos ao longo da nossa vida aqui na terra, seja pela nossa desobediência aos preceitos traçados por Deus para nossas vidas ou pela omissão em não querer enxergar o quanto pecamos.

O povo de Israel pagou um preço muito alto pela desobediência, morrendo todos ao longo do deserto só entrando na terra prometida sua descendência. Muitas vezes estamos jogando fora a nossa trajetória que é a de ir direto para Deus e começamos a andar por outros caminhos que nos levarão a perecer no deserto. O mundo hoje nos oferece uma vastidão de coisas que nos afasta do amor de Deus, por isto estamos vendo quando ligamos uma televisão ou lemos um jornal só coisa ruim acontecer.

O rei Davi pagou um preço muito alto em ter pecado contra Urias, adulterando com sua esposa e o mandando para a guerra para que morresse. Primeiro seu filho gerado com a esposa de Urias, (Bate-Seba) morreu, depois houve o incesto na sua casa, onde seu filho Amnom estuprou sua irmã Tamar. Após Davi teve que fugir de Absalão seu filho, pois temia que Absalão fosse tirar-lhe a vida.

Mas como Davi sempre foi um homem temente a Deus, se humilhou, colocou o rosto em terra e se arrependeu perante Deus de seus pecados, sendo lhe restituído inclusive o reinado em Israel. Ver livro 2º Samuel.

O mesmo ocorre conosco hoje aqui na terra, só que muitas vezes de formas diferentes, mas tem o mesmo sentido o pecado. E quase sempre pagamos um preço muito alto, com dificuldades, pois ou não queremos ver o nosso erro ou fazemos de conta que não foi nada disso.  O pecado às vezes está batendo na nossa face e nós através da cegueira espiritual em que caminhamos não enxergamos. Mas Deus sempre nos dá novas oportunidades, basta que façamos como Davi, nos arrependendo perante Deus, colocando os joelhos no chão, nos prostando Ele virá e nos perdoará.

Mas é claro que também temos que mudar e tentar a todo custo não cometer os mesmos erros, assim mostraremos que não somos mais crianças espirituais, ainda engatinhando na nossa evolução espiritual.

As trevas vão a todo custo lutar para que nós sempre caiamos, mas tenhamos certeza que em Jesus somos mais do que vencedores, como o apóstolo Paulo escreveu aos Romanos.

Paulo aos Romanos Cap 8 v34 a 39

34
Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes, quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós.
35
Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?
36
Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro.
37
Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.
38
Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir,
39
Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.

As nossas lutas muitas vezes são travadas no plano espiritual onde Deus destaca anjos para lutar ao nosso favor contra as forças do mal que tentam a todo custo nos desviar do caminho. Aqui na terra sentimos às vezes apenas um pequeno mal estar, sem darmos conta do que acontece nas esferas espirituais a nosso favor, onde anjos travam uma luta ferrenha para a todo custo nos defender, pois Deus nos escolheu e não quer nos perder, como Jesus deixou bem claro na Parábola da Ovelha Perdida.  Ver Lucas Cap 15 3:7

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

SOMOS A OVELHA PERDIDA?

Muitas vezes andamos daqui e dali sem realmente entender o sentido real da nossa estadia aqui na terra. Hoje vivemos em média 65 a 70 anos e a partir daí partimos deixando aqui o corpo físico que volta ao pó. Muitos ficam a pensar o que ocorrerá após a morte? Será que existirá o outro lado? Outros dizem que o que se fala da pós-morte é tudo mistério e ninguém voltou para falar o que aconteceu. Céticos não acreditam no que foi deixado escrito pelos Profetas, mas de uma coisa eu tenho certeza, de quando Deus fala conosco e nos chama para uma vida com Ele tudo começa a mudar. Fácil não é, pois após nos convertermos a Jesus, as coisas começam a ficar mais difíceis aqui na terra e o inferno se volta contra nós.  São problemas no trabalho, problemas na saúde e principalmente na família.

Uma das coisas que mais tenho certeza é de que o inferno hoje tenta destruir a família, pois uma família abalada e sem Jesus vira presa fácil para eles. Destroem casamentos, colocam filhos contra pais, irmãos contra irmãos e por ai tudo começa a desmoronar. Mas temos que nos manter firmes e lutar contra o mal e tenha certeza que Deus sempre estará ao seu lado para te ajudar. Destacará anjos para se colocarem ao seu lado te protegendo e te livrando das garras do inimigo. Assim como o Apóstolo Paulo deixou escrito na carta aos Romanos no capítulo 8, a partir do verso 29 até o 39, se fomos escolhidos também seremos protegidos e justificados. Por isto não devemos temer, pois se Deus nos escolheu Ele encontrará meios para nos amparar até que estejamos na Gloria com Ele.

Paulo aos Romanos Cap 8 v29 a 39

29
Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.
30
E aos que predestinou a estes também chamou; e aos que chamou a estes também justificou; e aos que justificou a estes também glorificou.
31
 Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?
32
Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas?
33
Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.
34
Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós.
35
Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?
36
Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro.
37
Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.
38
Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir,
39
Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.

O Pai não poupou nem seu próprio Filho, enviou o seu anjo maior, JESUS, para estar sempre ao nosso lado e nos proteger das garras afiadas das trevas. E Jesus deixou em um de seus relatos o seguinte:


E ele lhes propôs esta parábola, dizendo:
Que homem dentre vós, tendo cem ovelhas, e perdendo uma delas, não deixa no deserto as noventa e nove, e não vai após a perdida até que venha a achá-la?
E achando-a, a põe sobre os seus ombros, gostoso;
E, chegando a casa, convoca os amigos e vizinhos, dizendo-lhes: Alegrai-vos comigo, porque já achei a minha ovelha perdida.
Digo-vos que assim haverá alegria no céu por um pecador que se arrepende, mais do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento.

Lucas Cap 15 3:7

Quando nos arrependemos dos nossos erros e Deus nos chama para que façamos parte do seu reino, começamos através do entendimento dado pelo Espírito Santo a entender que a nossa vida realmente será na eternidade com Deus. Por esse motivo começamos a nos afastar das coisas da terra e a viver para as coisas espirituais.

É a partir daí que as outras pessoas começam a nos taxar de fanáticos, beatas, de que eram pecadores e agora são santinhos, etc. Mas não tem nada a ver, pois quando temos um encontro com Deus começamos ter pleno conhecimento do seu reino e a ter um sentido real na nossa existência.

O que predomina no mundo hoje é o maligno, assim como está em (1º João, cap 5 v19 – sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno),  e suas oferendas são muitas, mas são passageiras e as ofertas de Deus para a nossa vida são eternas. Quando o pastor saiu à procura da ovelha perdida Ele buscava a nós e quando achou nos mostrou que o local para onde ele iria nos levar tinha refrigério para nossa alma.

Jesus como o bom pastor deixou tudo isto nas suas pregações quando esteve presente na terra. Muitos ainda não entendem o sentido real da sua caminhada pela terra, mas quando entendemos passamos a dar mais valor a vida espiritual do que a vida na terra.

De uma coisa sou sabedor, de que todo aquele sofrimento que ele passou no calvário não foi apenas para que lembremos todo ano e o crucifiquemos novamente, mas para que realmente deixemos o homem velho de lado e passemos a viver de agora em diante uma vida nova com Ele, aceitando-O como Senhor e Salvador da nossa Vida.     

domingo, 14 de fevereiro de 2010

DIAS DE TEMPESTADES


Há dias em que parece que estamos vivendo em outro lugar. Tudo está ruim, as coisas não vão bem e sentimos uma opressão muito grande.

Ontem acordei assim. Fiz minhas orações, pedi ao Papai do Céu a sua proteção para todo aquele dia e tudo corria bem, até que num determinado momento as coisas começaram a mudar para mim. Não sei o porquê, mas não me sentia muito bem. Comecei a sentir uma fraqueza e uma bambeza pelo corpo e as coisas começaram a partir daquele momento a mudar em torno da minha pessoa.

Busquei novamente a Deus em orações pedindo ajuda para suportar aquele momento, mas uma opressão muito grande abateu-se sobre mim. Fiquei muito nervoso e muitas coisas do passado começaram a aparecer na minha mente, principalmente as coisas ruins.

Não conseguia me controlar e deixei transparecer que realmente eu estava muito nervoso, inclusive minha filha mais nova sentiu o que estava ocorrendo. Tentei dar continuidade a leitura de um livro que estou lendo, mas foi em vão, não conseguia me concentrar, passei a ler a bíblia, da qual estou com o projeto de ler toda, durante esse ano, onde já estou em Juízes. Passei da parte que fala sobre a vida de Sansão, mas também não consegui dar continuidade, larguei de lado. Ia e vinha sem, contudo pensar no que fazer. Fui deitar e não consegui também ver um pouco de televisão, longo em seguida falei com Deus em oração e fui dormir. Hoje pela manhã busquei a Deus sobre o que estaria acontecendo comigo e a resposta foi essa:

Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Tiago Cap 4 v7

  Deus me falou que as opressões geralmente vêm para nos desanimar ou desviar do caminho que estamos querendo seguir ou geralmente estamos em pecado, pois nesse momento nos afastamos DEle e damos vazão para que o mal se aproxime de nós. Os pensamentos ruins em nossas mentes, principalmente os do passado, nos são apresentados novamente para que possamos revolvê-los, se não ficaremos marcando passo sobre eles.  Sei que as forças do mal geralmente são as responsáveis por isso e que devo lutar nessas horas para que não seja tomado por elas e venha a sofrer em demasia por tudo que já passou.

  O que passou foi jogado no mar do esquecimento, quando aceitei Jesus como Senhor e Salvador da minha vida, por isso não devo aceitar essa opressão. Isto significa que dei brecha para que o mal se aproximasse da minha vida e tentasse me desanimar do caminho que estou seguindo.  Lembro-me muito bem de quando estava começando a ler o livro de Juízes e ali estão expostas as passagens em que o povo de Israel sempre voltava a desobedecer a Deus e começavam a adorar postes ídolos e buscar outros deuses, com isto quebrando a aliança que tinham feito com Deus e será que eu não estaria incorrendo no mesmo erro?

Mas Deus sempre levantava alguém para ajudar o povo e fazer com que eles  voltassem a cumprir novamente a aliança que tinham com Ele. O mesmo ocorre conosco hoje na terra, só que de forma diferente. Em vez de construir imagens e postes ídolos a terra hoje nos fornece esses deuses para adorá-los, tais como, dinheiro, bens materiais, etc. Com isto tornamos a quebrar a aliança com Deus e voltamos lá atrás na nossa caminhada pelo deserto e com isto amargamos em dificuldades, pois o deserto além de muito quente não tem vida, não tem água e nem comida. Por esse motivo devo meditar de dia e de noite no salmo 1.

   Salmo 1
1
 Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos           pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
2
Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.
3
Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.
4
Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha.
5
Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos.
6
Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá


Como vencer isto? Só há uma maneira que é buscar a Deus de todo o nosso coração e confiar NELE, pois não somos mais crianças espirituais e já conhecemos bem a sua Palavra e nela tem todo o processo que devemos executar para estar na SUA presença. O bonito de tudo isto é que Deus jamais abre mão de nós e sempre está prestes a nos receber de volta do cativeiro e a nos libertar das garras do mal. Assim como o filho pródigo (ver Lucas 15:11 a 32), que foi e se arrebentou todo. Jesus está de braços abertos para nos receber de volta, perdoar os nossos pecados e nos colocar de volta no caminho que nos leva até o Pai.

O Senhor Jesus diz em Lucas 19:10 “Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido”.

sábado, 6 de fevereiro de 2010

LIVRE ARBÍTRIO


Às vezes tem dia que ao levantar da cama cinto uma vontade grande de deixar este planeta em que vivemos e partir para a eternidade. Busco nas orações falar com o meu Criador, mas acho que Ele se calou comigo e não consigo ouvir sua voz.

                        O céu parece que é de bronze e tudo ao redor não faz sentido algum. Existe uma vontade tão grande de peregrinar, mas alguma coisa me diz que devo ficar quieto e aguardar a voz de Deus.

                        Sei que existe para cada um de nós uma coisa que se chama livre arbítrio e que podemos usá-lo a hora que quisermos, mas o instinto de preservação humana diz que tenho que pensar muito antes de usá-lo para não me arrepender mais tarde.

                        Adão e Eva usaram o seu livre arbítrio e depois tiveram que pagar um preço alto pela desobediência. Muitos homens na terra já fizeram isto também e pagaram caro e nós pagamos pela desobediência de adão e eva.

                        A passagem bíblica a seguir mostra muito bem o porquê de todo nossa penúria aqui na terra, pois é através das nossas escolhas que definimos o nosso amanhã.
“Buscai o bem, e não o mal, para que vivais; e assim o SENHOR, o Deus dos Exércitos, estará convosco, como dizeis”. Amós Cap 5 V14

                        Penso que quando Deus nos deu este livre arbítrio Se arrependeu, pois através dele a humanidade tem sofrido muito por tudo o que faz, como crianças que fazem coisas erradas e depois tem que pagar pelo que fizeram. Veja o povo de Deus quando foi retirado da Escravidão no Egito, por terem usado mal seu livre arbítrio pagou um preço alto em vagar 40 anos pelo deserto, pois suas escolhas nem sempre eram as que deveriam, desobedeciam a Deus, adoravam outros deuses e outrora murmuravam bastante.  Por várias vezes Deus teve vontade de destruir todo aquele povo, mas Moisés sempre se interpunha a favor do povo e pedia a Deus que desse mais uma oportunidade.
“Amado, não sigas o mal, mas o bem. Quem faz o bem é de Deus; mas quem faz o mal não tem visto a Deus”. 3 João Cap 1. V11

                        Hoje o nosso intercessor junto a Deus é Jesus, como está em João capítulo 14 versos 13 e 14. Ele deixou bem claro que estaria sempre ao nosso dispor para qualquer coisa que quiséssemos. Mas aqui na terra somos como aquele povo que andou pelo deserto durante quarenta anos, quando tudo vai bem partimos para outros caminhos, adorando outros deuses e fazendo muitas coisas erradas. Mas quando tudo vai de mal a pior voltamos de cabeça baixa pedindo ajuda, murmurando o porquê passo por tudo aquilo e querendo que Deus resolva logo as coisas para mim. O Pai chama isto de ingratidão.

“E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei”. João Cap 14 V. 13-14


                        Pelo que está escrito na Palavra de Deus, muitos não irão entrar em Canaã porque duvidaram de Deus no que Ele pode fazer, assim como ocorreu com Moisés, que apenas viu a terra prometida, mas não entrou nela, por ter duvidado que da rocha saísse água. Mas Moisés foi um homem que andou nos caminhos de Deus e hoje está com Jesus a nos ajudar na nossa caminhada pelo deserto. 

                        Continuarei a esperar com que Deus possa falar comigo novamente, sei o quanto é difícil ficar sem escutar a voz DEle, mas tenho certeza que Ele não nos abandona jamais e fica calado para que possamos refletir um pouco mais sobre nossos atos, nossa conduta e nossa fidelidade com Ele. Como quando uma criança erra e damos a ela um castigo de reflexão, o Pai também faz isto conosco para que possamos refletir um pouco mais sobre nossa fidelidade com Ele.

                        Eu não gostaria de ter esse tal de livre arbítrio, pois assim não me afastaria jamais do Criador, mas sei também que se não o tivesse não cresceria e seria sempre uma criança espiritual. Já é hora de crescer e caminhar na direção de Deus, pois Ele nos espera de braços abertos para dizer que bom que você venceu o mundo, assim como meu filho amado Jesus venceu.

Quanto ao livre arbítrio, penso que a liberdade alcança sua plenitude quando ordenada para Deus, quando não, pode ocorrer falhas e erros. Se existem falhas e erros ainda é porque o pecado está latente no ser humano e com isto encontra-se bem longe da sua presença. A partir do momento em que o homem deixa o pecado de lado ele avança em direção ao Pai, com isto as bênçãos prometidas por Ele começam a aparecer na nossa vida. 

DIAS DIFÍCEIS!

E servireis ao Senhor vosso Deus, e ele abençoará o vosso pão e a vossa água; e eu tirarei do meio de vós as enfermidades.  Êxodo – Capít...